quinta-feira, 10 de maio de 2018

Salve o Dia das Mães


Maria do Car­mo Melo Paiva (minha mãe) que, depois de casada, passou a assinar Maria do Carmo de Araújo, era brasileira, natural de São Miguel do Tapuio, Piauí.
Nascida no dia 25 de setembro de 1912. Filha de Francisco Alcântara de Melo Falcão (conhecido por Doutor) e Maria José Evaristo de Paiva, esta era irmã do Coronel Manoel Evaristo de Paiva, fundador do município de São Miguel do Tapio, Piauí, onde foi prefeito por vários mandatos. Portando minha mãe era sobrinha em primeiro grau do Coronel Manoel Evaristo de Paiva.
               Minha mãe era casada com meu pai, João Martins de Araújo, cujo enlace matrimonial ocorreu no ano 1931. Minha mãe faleceu em Crato, Ceará, no dia 19 de setembro de 1983.  Do Casal João Martins e Maria do Carmo, nasceram onze filhos, são os seguintes: Ary Araújo Paiva, Audir Araújo Paiva, Aníbal Araújo Paiva (estes já falecidos), Francisco Ailton Araújo, Adilson Araújo Paiva (Falecido), Miguel Almy Araújo, João Martins de Araújo, Anésio Araújo Paiva, Audir de Araújo Paiva (eu sou o segundo filho com o mesmo nome Audir), Emanuel Araújo Paiva (falecido) e Maria das Graças Paiva Araújo. Um detalhe a Gracinha foi  a única mulher entre os irmãos e foi fruto do último parto da minha mãe. Como dito acima muitos já faleceram, portanto, dos onze filhos hoje, vivos somos apenas seis. Francisco Ailton Araújo, Miguel Almy Araújo, João Martins de Araújo, Anésio Araújo Paiva, Audir de Araújo Paiva (eu sou o segundo filho com o mesmo nome Audir), e Maria das Graças Paiva Araújo

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Salve o Dia dos Pais!

Salve o Dia dos Pais! João Martins de Araújo, foto, (1903-1974) (meu pai), pertencente à décima geração, na árvore genealógica da família Araújo, cearense, nasceu em Crateús, no dia 20 de julho de 1903 e faleceu na cidade de Crato, Ceará, no dia 8 de junho de 1974. Era ourives, comerciante, agropecuarista e desportista. Mesmo, sendo leigo em medicina, mas por faltar à cidade serviços médicos, meu pai, voluntariamente, fez as vezes de paramédico do município São Miguel do Tapuio – Piauí, onde morou por mais de 50 anos. Hoje, nome de Rua em São Miguel, temos muito orgulho dessa homenagem ao meu pai, outorgada pela Câmara Municipal. Iniciativa do então vereador Zacarias Bezerra (Caim). A lei 318/1982, sancionada pelo Prefeito Miguel Isaías. Meu pai foi um guerreiro, para nada faltar a família, trabalhou duro, na agricultura, na pecuária e em seu estabelecimento comercial. Como herança nos deixou um legado de grandes ensinamentos de vida digna. Saudades.

domingo, 10 de abril de 2016

Morre em Brasília a primeira telegrafista de São Miguel do Tapuio


Morreu neste sábado 02/04, na capita federal [Brasília], Raimunda Cardoso Aragão “Dona Rosilda” (90 anos), a primeira telegrafista de São Miguel do Tapuio, causa morte não divulgada pela família.
Dona Rosilda, natural de Castelo do Piauí, era filha de Antonio Cardoso de Vasconcelos e Diva Furtado Aragão Cardoso.
Nos anais históricos do município de São Miguel do Tapuio consta o nome da figura de Dona Rosilda, como sendo a primeira telegrafista do município, prestando, portanto, a sua colaboração com o desenvolvimento da cidade.
Conforme relato histórico, Dona Rosilda tinha a função de transmitir e   receber telegramas na primeira agência dos Correios de São Miguel do Tapuio.
Fonte: